quarta-feira, 16 de janeiro de 2013

Sumidos



Árido Deserto
O de vos querer Perto
No tempo Movediço
Que vos Levou ao Sumiço
Cruel Pensei
Sabendo, e eu apenas, que vos Amei
Em Árvores Despidas vos Levei
E vem o Inverno
Relembrando o Conforto
O Materno
O Abraço de Doçura
Que nunca Vos Neguei
Do qual para Sempre Guardei
Recordam se de Tudo que Vos Dei?


Sem comentários:

Enviar um comentário