sábado, 13 de abril de 2013

Quedas de Água



Quedas De Água
Escorrem Cascatas
Cristalinas Minhas Mágoas
Espinhos da Minha Rosa
Sangram Versos
Espelhos da minha Prosa
Vincos da Minha Alma
Dissimulados
No Corpo da minha Calma
Viagem Além
Que a olhos Pousam
Sem Ver Ninguem
Semente de Coragem
Perdida a Sete Ventos
Vultos da mesma Miragem
Quedas da Minha Nascente
Vida á minha Enchente
Lagoa Azul ao Oriente
Mergulho Fundo
Ao Marasmo do meu Inconsciente!

Sarah Moustafa

2 comentários: