terça-feira, 2 de abril de 2013

Mente-me



Mente-me
Na Noite sem Lua
Pálida em mim Nua
Mente-me 
Dizendo que ela é Tua
Mente-me
No beijo Selado
Sedento de outros Procurado
Mente-me
Sobre esses impulsos Extasiados
Mente-me
Na cruz da verdade
Da-me a mentira paralela á Realidade
Mente-me
Na lógica infiel da Fidelidade
Apenas Mente-me
E na mentira Toda
Atreve-te e Sente-me
Mente-me
...

Sarah Moustafa

4 comentários:

  1. Ah, as mentiras dos amantes...
    Muitas vezes ignoradas, mas por vezes tão desejadas.

    => Crazy 40 Blog
    => MeNiNoSeMJuIz®
    => Pense fora da caixa

    ResponderEliminar
  2. Oi amiga, tudo bem? Venho, através deste comentário, lhe convidar para o Primeiro Concurso de Poesias, "Pena de Ouro", do Blog do Bicho do Mato, que será realizado de 20 a 30 de abril de 2013. Ficarei muito honrado com sua participação que será muito importante para o êxito deste evento.

    Para ler o regulamento, clique neste LINK. Conto com sua presença.

    Grato pela atenção.

    Grande abraço do amigo Marcos. Até mais.

    ResponderEliminar
  3. Laivos de generosidade, um genuíno sentir, a entrega, a lascívia... Um bonito poema, sem dúvida... Gostei bastante.

    Beijos poéticos.

    ResponderEliminar