terça-feira, 30 de abril de 2013

O Dia a Seguir


O Dia a Seguir
Segue Pegadas
Marcas sem Pavimento
Desenhadas
Voltando para nos Perseguir
O dia a seguir
Levanta-se cedo
Palmilha o caminho
Despindo-se do Medo
Sem de todo se Despir
O dia a seguir
Traça mapas de Fuga
Onde se vende e aluga
Sem de todo Fugir
O dia a seguir
Descansa Tarde
Verte o Nocturno Ensejo
De uma Fusão e Desejo
Entre bocas Arde
Fogo Sentido
Sem de todo Sentir
O dia a seguir
Segue na soma
De alma só
Cansada de multiplos
Onde se subtrair
...

Sarah Moustafa

Sem comentários:

Enviar um comentário