domingo, 7 de abril de 2013

Gosto




Gosto de ver o sorriso meio disfarçado, por trás de uns olhos de pestanas e véus que te emolduram a alma, num encanto que apenas a quem repara pode entender.
Gosto do cabelo meio despenteado, numa meia loucura de instinto selvagem, de uma força indomável que nos permite cavalgar livres além do firmamento.
Gosto do rosto desmaquilhado e da tentativa de o evitares, da insegurança que me segura ainda mais a ti.
Gosto de tudo meio feito, um pouco por arranjar, porque são nessas meias luas que se revelam a capacidade de tantas outras tuas.
Tantas Luas Cheias por despertar, por olhar, tantas luas num corpo só que admirar.
Por isso gosto, gosto ao que outros passa por baço, gosto de ler, ser interprete das palavras que nenhum outro sabe traduzir, gosto de escrever na língua que só eu sei ouvir.
Apenas gosto de gostar de ti.

Sarah Moustafa

5 comentários:

  1. Tudo, sem máscaras, sem artifícios, fica maravilhoso.
    Um grande domingo, minha querida!!

    Também gosto assim...

    ResponderEliminar
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  3. Que giro *.*

    Novo link do blog Never give Up: http://welcometongu.blogspot.pt/
    Se quiseres receber as actualizações no feed tens de clicar em seguir outra vez*

    ResponderEliminar
  4. Boa descrição do amor de quem verdadeiramente ama e tem poder sobre o ser amado por ser seu único proficiente tradutor.

    ResponderEliminar