terça-feira, 27 de novembro de 2012

(Des) Encontro





Encontrar o desencontro dos corpos, na premência do ideal enfatuado, com a sua propria ideia, irreal, impulsiva nos anelos da pretensão, sôfrega, de se perderem na espiral do aniquilamento das identidades, fundindo-se no esbanje do apego, incorruptível, deleitável, na pseudo percepção de ascender, por fim, ao Nirvana procurado, ansiado, na plenitude da ânsia, de encontrar o delírio projectado no devaneio abraçado, que abraça perdido o dissipar do anseio.
O desencontro dos corpos que não se encontram, que quase se aconchegam nas plumas da dilecção encantada, forjada, decepcionada na alucinação vã do engodo devotado, que se estatela célere dos céus expulsado, na verdade doída da afeição á delusão, estarrecida no logro danificado, abruptamente, liquidado.

Sarah Moustafa

3 comentários:

  1. Menina, um prazer tê-la em nosso espaço. Um grande abraço. Também estarei por aqui, sempre que assim o tempo permitir...

    ResponderEliminar
  2. Sarah, retorno para curtir as pinceladas que deu neste desencontro teu. Um rompimento, uma perda sem volta. Não vi nas entrelinhas uma possibilidade de recosturar, remendar. Rompeu-se de uma forma drástica e como nada é impossível, haverá um jeito sim. Só que não pude percebê-lo...

    Obrigado por estar prestigiando por cá os nossos espaços, incluindo o 'Sem Olhares Críticos" - para o qual faço um convite para participar. Mande-me um poema e uma ilustração em anexo. Pode ser por e-mail: professorexpedito.radialista@hotmail.com / Assunto: Sem Olhares Críticos
    ou add me no facebook e envie por mensagem: http://www.facebook.com/profex.gdias

    O Sem Olhares Críticos é um espaço criado por mim e a Malu Silva, onde postamos os bons trabalhos de nossos amigos. Espero que participe.
    Abraços!

    ResponderEliminar