quinta-feira, 13 de dezembro de 2012

De quantos amores somos feitos?




De quantos amores somos feitos?
Conservamos os desfeitos e os refeitos
Em retalhos d'um pulsar activo
Ainda que pelos ponteiros 
Se demarque em semântica de Passivo
Afirmação eterna em canal Interrogativo
De quantos amores somos feitos?
Quantos flagelam nossos peitos
Em pontadas malignas
Invasivas para dentro do nosso Leito
Incita as brumas em deleite
A entrar vis no corpo em desajeite
Com as emoções em desalinho
De diferentes destinos
Rasuradas do inóculo
Perpétuo Pergaminho
Do Desassossego Deste Caminho
Que Entra sempre no Preâmbulo
Das formas de coração entrelaçado
Em cordas de Triângulo...

De quantos amores somos feitos?

Sarah Moustafa



3 comentários:

  1. Agradeço a sua visita.
    Você escreve co a alma. Gostei...
    Beijos.

    ResponderEliminar
  2. Vengo del blog de mamymilu (Carmen Lúcia.Prazer de Escrever) y me ha encantado tu Rincón; por lo cual, si no te importa, me gustaría ser seguidor de tan bello Espacio, que es el Tuyo.
    Um abraço.

    ResponderEliminar
  3. De todos quantos vivemos, perdemos, mantemos, sabemos, queremos...

    Beijo

    ResponderEliminar