quarta-feira, 19 de dezembro de 2012

As pérolas




Escrevo-te em pérolas
Aquelas que na caixa mágica guardei
Que para sempre selei
Pois a ti unicamente as doei
As brilhantes singelas
Eram triunfo da bela
Do amor que apela
E que para sempre 
Aos olhos impele
Verter as águas 
Da saudade
 E suas mágoas
Ah...
Se tivesse sido diferente
No teu pulso inerte
Teria posto esse pedaço de nós 
Como num derradeiro abraço
Teria posto essas pérolas
Que nem verdadeiras joias são
Mas partiriam puras do coração
Este que continua a lembrar-te 
Eterno em comoção
Nos escritos que te dedico 
Sempre em ovação!

Sarah Moustafa

6 comentários:

  1. Sara querida, você escreve com delicadeza, de tuas palavras saem sentimentos que só a tua alma cheia de amor sente. Muito belo, parabéns. Beijinhos, Suzana.

    ResponderEliminar
  2. Gostei dos versos declaratórios. A sua contraparte escrevendo para você do fundo do coração: "Este que continua a lembrar-te Eterno em comoção Nos escritos que te dedico Sempre em ovação!"
    Acho que entendi.
    Abraços e Boas Festas!

    ResponderEliminar
  3. Sarah

    Em pérolas nas palavras escreves
    esta pérola de poema, que em pérolas
    adornam o colo da poetisa, que com a
    luminosidade das pérolas d'alma nos
    brinda com uma jóia poética.

    besOSMen@

    ResponderEliminar
  4. Toda palavra é uma pérola , uma joia que o poeta garina e os mortais lápida
    rsrsr!parabéns

    ResponderEliminar
  5. Oi flor,

    Vim retribuir a visita e dizer que amei tudo aqui.Amei a poesia parabéns.
    Ansiosa para as próximas postagens.

    Bjok@s e sucessos

    ResponderEliminar
  6. Mesmo na caixa, lembram o pulso que um dia fizeram mais bonito...

    Venho desejar-te um Bom Natal e um Feliz Ano Novo, Sarah! Que tenhas uma Festas cheias de poesia e de...muita inspiração! ;)

    Beijinho

    ResponderEliminar