segunda-feira, 4 de março de 2013

O Mesmo



Dissera tanto ao tudo que pudera
Acariciara, Cuidara
Tudo quanto Coubera
Barca imensa
De emoção turbia
Poço de intensidade
Intensa
A dúvida
Sua partilha de Lar
Sua Sentença
Peso de Respirar
Oxigénio sem Ar
Sufoco de Gostar
O tudo, O mesmo
Sem saber como se faz
Como se entregar
E o cuco canta
Em horas sustido
Se refaz
As horas que ama
São tudo
Sua Paz
Ama mesmo 
Sem Saber Amar!

Sarah Moustafa

Sem comentários:

Enviar um comentário