terça-feira, 23 de outubro de 2012

Hoje





Hoje o Sol honrou-me com a sua visita inesperada, sorriu-me timidamente, entre nuvens, quase totalmente coberto, mas não o suficiente para deixar de sentir o seu ardor satisfatório na medida certa do necessário.
Aqueceu-me por dentro, soltou o riso da clausura, o acanhamento da vergonha.
Esperançou-me. Enrubesceu as faces, pálidas há tempo demais.
Energizou o corpo cansado e deu-lhe a chama da vontade, hoje , ainda que só por hoje talvez, revigorou o cálice da divindade e molhou-me os lábios secos, sedentos do liquido famigerado.
Fez-me beber do seu intimo profundo e enquanto sorvia tudo ficou mais leve, o corpo, a cabeça e sobretudo o coração.
O coração que pesa vezes demais, que se aperta, que sangra o sangue da saudade,que chora nas lâminas da verdade, estancou. Hoje tudo isso é pretérito prefeito do ontem para o amanhã.
Hoje dignifico o Sol tal como ele me dignificou, e porque nos dias menos esperados ele me visita, me acompanha e me presenteia. Por sua culpa, solta o riso estrondoso, de uma criança na manhã de Natal, enquanto abre os seus presentes deliciada e que se lambuza com os milhares doces na mesa dispostos.
 Hoje antecipo-me e estou nessa manhã, nessa tarde, nessa noite.
Ainda que amanhã talvez a chuva caia, ou o tornado me apanhe de surpresa na estrada caminhada , não importa, porque os melhores dias são estes. Os dias de Hoje.
Os dias de Sol no Inverno.
Os dias embriagados na sua refulgência.
Os dias em que os raios brilham, e fazem na sua espontaneidade, perceber o motivo de aqui estar.

Sarah Moustafa

5 comentários:

  1. Sarah, suas postagens são sempre muito fortes. Muito vigorosas. Veja que "pérola" este trecho que me chamou a atenção:

    "os melhores dias são estes. Os dias de Hoje."

    Bem real isso, não é?
    Bjs
    Manoel

    ResponderEliminar
  2. Fico muito comovida com essas palavras e por sentir a minha escrita!
    é o propósito essencial!

    Verdade Mesmo!

    Uma boa tarde Manoel

    Bjs

    ResponderEliminar
  3. Sarah, este texto é poesia em prosa. É belo e comovente. É forte e sensível.
    Muito, muito belo!

    ResponderEliminar
  4. Querida Dulce, Obrigado!
    é tão bom receber essas palavras!

    Um Bom Dia para si e para os seus!

    ResponderEliminar
  5. Sarah, os teus textos são tão..... profundamente maravilhosos!

    ResponderEliminar