segunda-feira, 2 de setembro de 2013

¿ Quando Vem ?




A fundura, 
O abismo imenso que perdura
Até onde vai?
Até onde pára?
O desejo trovejante por mais
A raiva fechada na tua mão
O rosto aberto de ternura
Quando vem?
A paz numa tempestade ?
O eco mudo da mesma canção ?
O pecado recheado de integridade ?
Os corpos moribundos de vivacidade ?
Quando
Quando vem?
O gemido da nossa particularidade?

Sarah Moustafa







Sem comentários:

Enviar um comentário