quarta-feira, 11 de setembro de 2013

Faz Só... Aquilo Que Não Podes.







Ouvir dizer que não podes, não fazes,  não queres e não consegues é antes de mais sentir que o dizes, que podes, fazes e claro que consegues!
Se negam as afirmações elevam-te as exclamações erectas ao fim das restrições.

SIM!
 EU! 
POSSO! 
PORQUE!
 EU! 
SOU!

Acasalando isto, agradece. 
Oferece-lhes a cortesia desse grande gemido que te põe nos lábios, o Obrigado.
Quando te recusarem o que pensas querer além desta vida, enternece-te apenas pela cabal certeza que sentes romper algures de ti, de que vais conseguir.
Agora vai e faz, apenas e absolutamente, tudo aquilo que não podes fazer.
Será o trabalho de que és, para que sejas, feito.

All in.

As regras são o jogo por si só.




Sarah Moustafa 

Sem comentários:

Enviar um comentário