quinta-feira, 24 de outubro de 2013

E é ( enfim ) filme.




Estou aterrorizada com medo que se deita mas não se ergue comigo, quando a promessa do regresso impresso nas dádivas do universo me aproximam de ti.
Estou paralisada de horror que me veste adrenalina e o furor, sou estátua destruída e consequentemente esculpida, renascida do mesmo amor
 E sabe sempre a novo, sempre a fresco, sempre a quente, sempre a frio, sempre gritante, sempre delicado, frágil seguro por um fio !
Sempre , sempre algo que me revitaliza o cansaço da dificuldade, a dor da marginalidade, a injustiça da desigualdade!
Estou reanimada e é paixão e drama, e é cinema e excitação, e é romance encadeado de suspense,e é mistério das cartas fatídicas da cartomante, orixás e estrelas num olhar mitificado o diamante.
É sobretudo pulso e sangue.

És tu que me fazes eu.
....

Quem te viu e quem te vê .


Sarah Moustafa 

Sem comentários:

Enviar um comentário