sexta-feira, 22 de junho de 2012

Traumas





Malditos. 
Em toda a sua magnitude tentam impedir-me de chegar ao propósito, aquele propósito que me trouxe a esta realidade.
Tento arduamente combate-los mas tarefa fácil não se apresenta.
Diariamente me assombram, tentando-me, convidando-me a entrar mais fundo no vosso núcleo de destruição, de corrupção...
As vezes, cedo.
A melodia seduz a fragilidade do meu ser, entrego-me inconsequente aos vossos malefícios, numa tentativa desesperada de amenizar o sofrimento que me inunda, de quando em vez..
Quase que me deixo submergir...afogar na onda revoltosa que me capturou...
É então que o coração aflito começa a bater, desesperado por salvação...e a luz emerge...emerge sob as formas mais inusitadas, presente no sorriso dos seres que amas, as cores,formas, sabores que te preenchem a vida de momentos prazenteiros, aquilo pelo qual vale a pena acordar todas as manhãs...
As forças ascendem, não sei bem de onde, mas libertam-me das tuas amarras e pelo menos mais uma vez, eu continuo a respirar.
Eu continuo a tentar...


Sarah Moustafa  


Sem comentários:

Enviar um comentário