quinta-feira, 21 de junho de 2012

O que vejo

Olhando para a imensidão do céu eu me interrogo, será possível que tão minoria veja o que eu vejo? Provavelmente apenas olham...
As nuvens leitosas adensam-se e criam as mais curiosas formas, abre me a imaginação ao ponto de necessitar escrever sobre elas.
Os meus olhos são grandes, não apenas concretamente, são grandes porque se encantam com o refulgir da simplicidade, prestam atenção aquilo que tomamos como banal.
Como é bom olhar para algo que conheço há tanto tempo e ver a cada dia que passa mais esplendor.
" A fool" alguns diriam... e talvez seja, por ainda não ter perdido a centelha do brilho da descoberta!





Sarah Moustafa 

1 comentário: