terça-feira, 26 de junho de 2012

A Princesa e o Sapo






Quem não conhece a história da Princesa e do Sapo?
Alvo de adaptações literárias e cinematográficas, esta belíssima fábula, vai de encontro a muitas questões preponderantes, que penso, desde sempre existirem.
Repelimos constantemente aqueles que mais nos amam, mas Porquê? 
Saberão responder?
Eles estão ali a nossa frente, dispostos a entregar as duas metades dos seus corações nas nossas mãos, e o que fazemos?
Impiedosamente agarramos, no que há de mais vital, e colocamos a um canto.
Reparem nesta crueldade, não seria mais digno simplesmente deitar fora?
Por pior que fosse, não seria tão egoísta como o acto de guardar o sofrimento alheio, sempre em nosso poder, para quando necessitarmos, e apenas aí, o irmos buscar.
Então e o Sapo? Porque não pensamos nele e na sua Dor? Quando tudo o que quis nos dar foi a maior preciosidade alguma vez encontrada neste planeta... Não são as preciosidades com  que as princesas rejubilam?
Quem é quem?
Quem é realmente a Princesa e quem é realmente o Sapo?
Cada vez mais os papeis Invertem-se...
Continuo sem a resposta... Porquê?

Sarah Moustafa 

Sem comentários:

Enviar um comentário