quinta-feira, 28 de junho de 2012

Neptuno - O véu





Que encantamento é esse, que te reveste e que me força a mergulhar fundo no oceano de que és dono e senhor?
Doce ilusão crias, ao me querer fazer acreditar nas máximas românticas, idílicas que me contas, que me segredas, nos momentos de maior fragilidade do meu ser.
E como é bom acreditar, como é bom transpor a realidade com os teus olhos....
O véu que te cobre é objecto de imenso fascínio, possui as cores mais belas e o tecido mais delicado...verdadeiramente hipnotizante essa visualização.
Mas quando esse véu cai, a loucura assola quem em ti acreditou, quem te idealizou e viu algo, que de facto não passava de uma miragem criativa, inerente aos teus poderes de imaginação fecunda.
Irrealista ou Sonhador? Como te apelidar?
Dissolves os fragmentos chatos da realidade concreta num campo de rosas, evades-te deste plano e não sei , nunca ao certo, por onde pairas... Pareces sempre tão sereno...tão fantasticamente longe...
Amas tão universalmente e transcendes-te através desse mesmo amor, tantas vezes focalizado num ideal difuso, poético, caracteristicamente teu...
Inspiras tanto quanto iludes...
Serás mártir? Serás Salvador?
Serás aquilo que quisermos tirar das profundezas do teu mar.


Sarah Moustafa





Sem comentários:

Enviar um comentário