sexta-feira, 22 de junho de 2012

Coragem





Coragem! Força! Tu consegues! Não te importes! Liberta-te!


Dita-me a consciência, mas como é duro atender ao seu pedido...

 É difícil simplesmente até deixar de ser...
A verdade é mesma essa. 
Basta um segundo para tudo mudar, mas para te mudares a ti,  demoras anos, centenas de horas perdidas , em que poderias ter tido todo o usufruto das tuas capacidades e as desperdiçaste, as jogaste num canto, de forma vil.
 Desprezaste-as e quando as quiseste resgatar, pensavas que retornariam de forma fácil?
Magoaste-as, ficaram agarradas a vida por um fio, enquanto te embrenhavas nas futilidades que abraçaste como forma de viver.
Agora que assumiste que fazem parte de ti, que planeias dar-lhes a máxima desenvoltura, tens que ser paciente e respeitar o ritmo da recuperação, que tu mesma impuseste.
Não é maravilhoso, como mesmo assim, fraca e volúvel, ela continua a dar o melhor de si?
Altruísmo puro...
Por isso, agora que não há volta a dar, Coragem!
Embrenha te em ti mesma. Funde-te.
Coragem.

Sarah Moustafa


Sem comentários:

Enviar um comentário