quinta-feira, 21 de junho de 2012

Sweet Child of Mine






Conservo em mim , para o bem e para o mal, esta eterna criança ferida.
Ferida quase que de propósito  como um grande plano, para que hoje pudesse aqui estar a escrever sobre o tema... Que seria de mim  sem esta magoa? Se é através dela que mais profundamente me expresso?
É através dela que alcançarei paz? Talvez um dia.. Nutrindo-a, Compreendendo-a, Aceitando-a. 
Exercitando o perdão das más experiências que ela me trouxe, transmutando-a da conotação negativa para a positiva, onde então algum dia me poderei transcender.
É uma relação amor-ódio, árdua e fustigante mas no fim sempre compensatória.
Sempre compensatória...

Sarah Moustafa

Sem comentários:

Enviar um comentário