sábado, 13 de julho de 2013

Um Desejo






Pedi um desejo algures
De que não me recordo
Está perdido pelo mundo
E eu perco-me com ele
Não me segures...

Caminha no vento
Ninguém o vê
Mas sente
Sente tanto ...
O vendaval do firmamento
Que me transporta no seu só pensamento.

Pedi sempre o que não podia
Real Realidade,
Terra Firme
Pisar não conseguia !
E o desejo foi sempre Ar ...
Que me levitasse 
Num balão mágico
Alto, Tão Alto !
Onde enfim pudesse respirar ...

Quer-me alguém acreditar
Que o desejo esfumado entre nuvens
Algum dia se poderá realizar?



Sarah Moustafa

1 comentário: