terça-feira, 16 de julho de 2013

Momento




O momento da verdade na mentira
O momento em que não é oxigénio que se respira
O momento em que a curva não se desvia

E eu queria que esse momento fosse
Estagnado nas águas turvas
De um pântano doce
E me mergulhasse de volta ao que te trouxe

Será destino o momento do fim
Sem finalidade ?
E a porta escancarada
Aberta determinada
Sim! Sim!
Instantes Assim
Tanta Saudade...

Momentos 

Ápices

Velozes 
Ferozes
Atrozes

Flash

Um projéctil em mira
Um eco que suspira
Um acidente na estrada
Nada do momento se retira.

Sarah Moustafa


2 comentários:

  1. E por nada se retirar neste momento, as emoções são muito mais intensas...
    Um grande abraço.

    Sempre belos poemares...

    ResponderEliminar
  2. Querida amiga e poetisa Sarah !

    Belíssimo poema "Momentos". Eu tenho uma poesia coim esse título. Gostei muito. Tem um selinho de presente para você em meu Blog. no lado direito: ESTE BLOG É OURO, basta salvá-lo em seus arquivos e colá-lo, ok?

    Beijos de luz,

    POETA CIGANO - 16/07/2013

    http://carlosrimolo.blogspot.com
    "Poesias do Poeta Cigano"

    ResponderEliminar