quarta-feira, 8 de maio de 2013

Quantos São?



Quantos são os dias 
Sem dia que nos pesam o coração?
Quantas são as noites
Cujos pontos de luz
Ardem na alma em açoites?
Quantas são as histórias
Permanentes no Tempo
Riscadas de Inglória?
Quantas são as Vidas
No esqueleto suprimidas
Mortas Esquecidas?
Quantos são os Lutos
Encerrados na Terra
Presentes nos seus Vultos?
Quantas são as letras
Escritas de fome
Ardidas que a carne penetra?
Quantos são os amores
Vazios de Enchentes
Sismos dos seus Terrores?
Quantas são as sombras
Carregadas Sem Asas
Na candura suposta das níveas Pombas?

Sarah Moustafa

Sem comentários:

Enviar um comentário