segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013

Letras no Céu




Entreguei ao celeste
A fala em Segredo
As formas do Mestre
Que desenha simbolismo
Como letras se pintam
A intemporalidade e Lirismo
Quedas de água ao empirismo
Ressalta em nova significância
A vertente de um cataclismo
As cores da importância
Impressas no Céu
Ambulatório de Quem não Leu
De quem não entendeu
O jubilo a quem se rendeu
Ao Cosmos de que se Esqueceu!

Sarah Moustafa


2 comentários:

  1. Fiquei a gostar da tua poesia e do teu blogue.
    Parabéns pelo teu talento.
    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  2. Linda viagem Sarah.
    Poesia intelgente numa bela construção.
    Parabens amiga.
    Abraços com carinho.
    Bjo

    ResponderEliminar