sexta-feira, 5 de maio de 2017

Ressaca.



Estou de ressaca,
e procurei pelo teu beijo ,
procurei pela tua voz,
pela tua mensagem.
E encontrei apenas,
o abismo dos teus lamentos .
Seduzi os olhos 
de um pobre coitado,
e vi o reflexo do que me deixaste,
nada.
silêncio.
desistência.
hipocrisia.
E deixei que ele se encostasse a mim, 
Deixei que ele me trouxesse,
o sabor glorioso, 
da tua momentânea falta de importância .
E deixei que me comprasse
a consciência, rodopiando na revolta ,
De querer a minha liberdade .
Não preciso de me encontrar,
nem fugir , 
A luz da manhã
clarificou-me,
passos cambaleantes ,
o baque de cair na cama ,
Inconsequentes alturas
como um suicídio, 
Traduziu tudo .

Arruinaste-me .

Tornaste-me igual a ti.








Sarah Moustafa

2 comentários: