terça-feira, 2 de maio de 2017

Despertador.


São os dias que me declaro ,
que me aproximam de pernas bambas ,
do que isto de ser feliz pode ser .
O peito abre-se, a tensão sobe.

E por algumas horas.

Sinto-me livre .
A melhor parte ,
Sentir o sabor amargo
de velhas experiências,
do nada ,
transbordarem mel,
viscoso e saboroso,
por todo um desmaiado corpo,
e fazer amor com o passado,
por uma mera flor na campa,
e lembrar,
escrever, 
dançar ,

é tudo ouro.

e eu vou doa-lo , por todo o lado.

sem vergonha, nenhuma.

declaro-me em alto e bom som.

Reescrevo a história da Bela adormecida,
se o beijo não chega,
ela acorda com o impeto de uma chapada,
ou alfinetada,

desde que sangre, e doa, ela sabe que ainda tem 
tudo, tudo
pela frente.

Está viva.

.A paixão continua a fervilhar.





Sarah Moustafa

Sem comentários:

Enviar um comentário