domingo, 18 de dezembro de 2016

Muitos pontos, o mesmo nó



Desenlaço-me ,
Entreguei a faca e o queijo
Mas o nó permanece
Forte e seguro...
Serpente que te abraça
morde mas diz ser beijo

Não vá o diabo tecê-las ,
e estas almas penadas , querem libertar-se.

Não vais a lado nenhum.
Estas cordas foram feitas á vossa imagem.
Teimosas, obcecadas ,
Gotas de sangue apaixonadas
Não se desfazem, continua a tentar, pede ajuda !


Quando já não tiveres mais forças
Das duas uma,
Não digas que não tens opções
Usa essa corrente para te ajudar a subir a montanha
Talvez esteja lá o Santo Graal
Ou...
 Desiste, pinta o último traço

E entrega-te á forca .








Sarah Moustafa

Sem comentários:

Enviar um comentário