quinta-feira, 19 de julho de 2012

Remendos





Coração remendado , não te cansas de acreditar?
Como suportas tanta dor e mesmo assim continuas a pulsar ?
O que te agarra a vida? O que te impede o cessar da maquina ,gasta nas frivolidades cruéis de que és alvo, por sempre quereres acreditar...
Ah esse optimismo vai ser a tua maior desgraça ou a tua maior bonança.... será que vale a pena correr esse risco?
No meio da multidão , o teu coração é o único que bate desta forma tão singular...e por isso mesmo sofres e sentes como nenhum outro...
O desejo de o arrancar do peito , de o ver cair aos teus pés, de o pisar para observar o sangue jorrar pela calçada, atinge te porque não consegues suportar a dor que um órgão tão pequeno te consegue proporcionar.
A inutilidade de sofrer por não te cansares de o utilizar , de quereres ver sempre a luz no meio de toda a escuridão e de esta nunca chegar até ti, amargura-te.
Qualquer dia já não terás mais espaço para os remendos bonitos que lhes colocas e aí o que farás?
Desistirás daquilo que toda a tua vida te moveu?
Ou farás um esforço para retirar todos os pensos com que cobriste as feridas para que finalmente possas ver o estado de cicatrização de cada uma delas?


Sarah Moustafa

Sem comentários:

Enviar um comentário