sexta-feira, 19 de dezembro de 2014

Intervalo





A cartas lançadas na mesa
estão dispostas
Mas nunca estiveram destinadas
Joga-se com incertezas
nas apostas reclamadas
Caem-te no chão 
As fantasias nomeadas
Partiu-se a bola de cristal
O futuro não quer que saibas nada.
Já sabe que ainda não é tempo.
Há informação
 que nos faz mesmo mal.
Dá-te a venda e a trégua
De duas espadas 
Que se cruzam nalgum ponto cardeal
Fecha a porta á cartomante
Segue por outra estrada
Pára e pensa.
Pensa e pára.
Segura o silêncio de diamante
Onde equilibras a dor.
Porque cada vez que respiras fundo ...

Há tanto que sara .









Sarah Moustafa









Sem comentários:

Enviar um comentário