domingo, 4 de junho de 2017

Como uma praga ou um milagre.



Ambiciono que todos
se questionem ,
Quem és tu ,
e o que raio fizeste comigo,
para me levares a este ponto
de florescimento tão improvável ,
Quero que tenhas dúvidas se és tu ,
se escrevo mesmo sobre ti ,
ou outro alguém ,
E que fiques doido
por tal receio existir ,
Quero distribuir por todos os cantos,
a mensagem onde está a tua essência ,
e montar o puzzle do teu rosto
e que sintas que não tens paz
ou privacidade ,
e que te revoltes porque ainda
te consigo impressionar,
porque não envelheço
e também não deixo
que o tempo te leve .
Estarei tão longe ,
ainda a assombrar os teus sonhos
com a verdade da paixão
mais honesta ,
que alguma vez encontrarás.
de dentro para fora,
sobrevivente de guerra,
vou envergonhar
todas as histórias de amor,
que antecedem a nossa ,
e o Mundo inteiro
meu querido ,
falará de nós.






Sarah Moustafa 





Sem comentários:

Enviar um comentário