Sobre a Lua #4



Não gosto da ilegitimidade , de momentos que me escapam como água pelos dedos e de não ouvir a tua voz.
Não gosto do disfarce , da verdade sem tacto , mãos demasiado macias e das mortes em vida.
Não gosto de ficar sem opções , ser levada ao limite e de quem não me confronta quando estou mesmo a pedi-las.
Não gosto de ser deixada a meio caminho , de estradas sem curvas e tudo que é demasiado perfeito.
Não gosto de cores que não combinam , música sem significado e relações ausentes de magia.
Não gosto do constante três de espadas da minha vida , da falta de bom senso e de quem fala em tom monocórdico.
Não gosto que me prendam , de sinais contraditórios , pássaros que tornam em gaiolas e gravatas mal arranjadas .
Não gosto que me corrijam os erros de que faço feitos , de José Saramago e todo o encadeamento político de um sistema completamente falido.
Não gosto da falta de tentativa , de explodir sem me importar com danos , da minha falta de disciplina e de passar por cima de mim mesma.
Não gosto de gostar tanto de agradar , da forma obsessiva como vives na minha cabeça , da falta de conversa corpo a corpo e de quem diz " Tens que fazer assim ..."
Não gosto de burocracia , de pagar por direitos humanos essenciais e que estes não sejam completamente gratuitos , da falta de honra e a leviandade com que é usada a palavra.
Não gosto do Amo-te desbocado , do romance excessivamente meloso e das tentações terrenas que apagam o discernimento.
Não gosto que se escondam , de portas entreabertas e de acordar com a luz da manhã
Não gosto de cor de laranja , de meninos que se fazem de Homens e Homens que se fazem de meninos.
Não gosto de ser facilmente iludida e de quem confunde bondade com fraqueza.
Não gosto que não me devolvam o coração , de corte e costura e de quem tem a alma soterrada em... m***** procurando sujar a tua.
Não gosto da falta de conhecimento para lá do convencional , de quem não me deixa em paz , de passar madrugadas ás voltas numa cama vazia.
Não gosto de silêncio absoluto ou ruído excessivo , de não saber expressar o que sinto e de não ler tanto como gostaria.
Não gosto da minha falta de concentração , de não saber parar e tendências claramente auto destrutivas.
Não gosto de não saber escrever metade do que penso , de não saber se estás ai e de sonhos desfeitos.
Não gosto da estagnação , de não saber descontrair e preocupar me em excesso.
Não gosto de pensar demais , explorar todos os ângulos e possibilidades de uma questão acabando apenas por não concluir nada.
Não gosto de reality shows , chuva miudinha e personalidades tirânicas.
Não gosto de ratoeiras sem queijinho , da falta de cavalheirismo e de quem não cumpre promessas.
Não gosto da ausência de emoção , do cheiro a fritos e de não ter os teus lábios ,agora ,colados aos meus.
Não gosto do meu cabelo , de ter família espalhada pelo mundo , do choro infernal e de quem não me surpreende .
Não gosto de dias ventosos , de ser demasiado empática e mal entendidos.
Não gosto de salada mal temperada , personalidades fracas e da abstenção de valores humanos.
Não gosto da teatralidade , da falta de reconhecimento de tantos talentos , de ser demasiado focada no mundo pessoal quando existe outro maior que o meu que precisa de mim.
Não gosto de clichês , da inveja , da falta de cuidado e de me esquecer do que é importante.
Não gosto de cismar , de me fechar e tornar inalcançável quando o amor tenta aproximar-se.
Não gosto de competição e da falta de abertura a outras formas de ser , viver , poder! E de dar passos maiores que a perna.
Não gosto de guerras , de campanhas sem causa e produtos que não são nada do que prometem ser.
Não gosto de mulheres que se antagonizam e homens que se intimidam com secreto e sagrado elemento feminino.
Não gosto quando sou parva, quando me anulo e de perder o apetite.
Não gosto de andar de avião e de andar nele sozinha.
Não gosto de não conseguir não gostar de ti.

E queria !




Sarah Moustafa



Comentários

Mensagens populares